segunda-feira, 18 de abril de 2011

CURVAS
Gosto de curvas.
Linhas retas também gosto, mas só para ganhar velocidade e fazer numa curva repentina.
O lado de fora de uma curva é sensual, o lado de dentro é aconchegante.
O toque aveludado da curva da teta ou bunda feminina.
As curvas ásperas das pedras.
A curva da bola, chutada.
A alegria de criança na curva do balanço.
 Algumas curvas não curto muito:
Pra dar um tapa, a mão faz uma curva.
A que completa 360 graus, porque se torna um ciclo vicioso, além de me deixar tonto, fica uma chatice.
E num adeus, a pequena curva da mão num aceno, não tem a menor graça.
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...